plant

Hierochloe odorata

A Sweetgrass na imagem do site de Microcosmos estava crescendo no quintal de uma amiga no norte do estado de Nova Iorque!

Seu nome em Mohawk (Kanien’keha) é Óhonte Wenserákon.

Em uma entrada na Enciclopédia Canadense, essa planta com sua cor vermelha distintiva na base de suas longas folhas perfumadas usadas para fazer cestas, cura e purificações, é definida da seguinte maneira: “Para os povos indígenas da América do Norte, o capim doce é reverenciado como uma planta sagrada.

Para muitos é uma espécie keystone, refletindo a identidade cultural de um grupo e personificando seus valores e crenças”.

De longe, o melhor trabalho sobre essa planta e sua relação com o conhecimento indígena das vidas vegetais é Braiding Sweetgrass: Indigenous Wisdom, Scientific Knowledge, and the Teachings of Plants, de Robin Wall Kimmerer, Distinta Professora da SUNY College de Ciências Ambientais e Florestas em Syracuse, Nova York. Ela também é um membro inscrito da Nação Cidadã Potawatomi. Por causa de sua formação acadêmica e estudos de pós-graduação em botânica, sua perspectiva combina ciências ocidentais com tradições nativas americanas, uma tarefa difícil com certeza. Como ela diz, “Fazer os cientistas considerarem a validade do conhecimento indígena é como nadar contra a corrente em água bem fria”. Mesmo assim, seu livro é em si uma espécie de tecelagem: “Essa trança é tecida a partir de três fios: formas indígenas de saber, conhecimento científico e a história de uma cientista Anishinabekwe tentando reuni-los a serviço do que mais importa. É um entrelaçamento de ciência, espírito e história—histórias antigas e também novas que podem ser um remédio para nosso relacionamento rompido com a terra”.

plant

Similar Posts